Dezembro

06

Tipos Principais de Corrente de Transmissão

Norma Americana - Este tipo de corrente é o mais utilizado em todo mundo. Fabricada segundo a norma A.N.S.I. B29-1 (American National Standard Institute) antigamente conhecida por A.S.A., e incluída na normalização da I.S.O. (International Organization for Standardization), na normalização da A.B.N.T. (Associação Brasileira de Normas Técnicas), E na normatização alemã D.I.N. 8188-1 (Deutsches Institut für Normung)  apresenta como principal vantagem sobre a tradicional corrente de Norma Europeia uma maior resistência à fadiga, proporcionando assim uma maior vida útil à transmissão. Estas correntes são construídas normalmente nos tipos simples, dupla, tripla, podendo sob encomenda serem fornecidas até com 14 carreiras.

Existem também algumas variações destes modelos e nestes casos são crescidas à sua referência, o que indica:

H - Fornecidas com a espessura de suas placas reforçadas.
HP - Fornecidas com pinos ocos (vazados).
C - Fornecidas com pinos contrapinados.
SS - Fornecidas com AISI 304.
NS - Fornecidas com AISI 316.
NP - Fornecidas com aço niquelado.

Norma Europeia - São correntes fabricadas segundo a norma I.S.O. R/606-1967, originada de uma unificação das normas italiana, inglesa, francesa e alemã (D.I.N. 8187-1) existentes. São construídas desde simples até quádrupla.

Existem também algumas variações destes modelos e nestes casos são crescidas à sua referência, o que indica:

HP - Fornecidas com pinos ocos (vazados).
SS - Fornecidas com AISI 304.
NS - Fornecidas com AISI 316.
NP - Fornecidas com aço niquelado.

Maniveladas para escavadeiras - Sob esta denominação agrupamos os tipos de correntes de transmissão que podemos definir como próprias para uso em maquinário pesado. Este tipo de corrente é projetado para ser usado em escavadeiras, betoneiras, moinhos, secadores, britadores, tambores rotativos e máquinas pesadas em geral; quando as condições de trabalho apresentam necessidade de transmitir cargas elevadas em baixa velocidade, com trancos, vibrações, presença de material abrasivo e desalinhamento de eixos, esta série representa a solução ideal.

Para maquinário agrícola - As correntes que agrupamos nesta série foram projetadas e são construídas para substituir as correntes estampadas e de ferro maleável utilizadas antigamente em maquinário agrícola, em virtude dos aprimoramentos técnicos exigidos por equipamentos atualmente existentes no mercado, mais modernos e produtivos. Estas correntes são fabricadas com os mesmos tipos de aço e com suas partes submetidas aos mesmos tratamentos térmicos das correntes de rolo de precisão. Devido a suas características de construção, estas correntes prescindem de lubrificação no campo. Além do serviço de transmissão, estas correntes são largamente utilizadas para efetuar o serviço de transporte em colhedeiras automotrizes, semeadeiras, etc., com a aplicação de adicionais especialmente para ela projetados.

Corrente de transmissão de passo longo - São correntes derivadas de correntes Norma Americana, das quais diferem apenas pelo fato de terem o passo dobrado em sua medida original, enquanto pinos, buchas e rolos têm as mesmas dimensões das correntes normais correspondentes. Encontram emprego pelo seu custo mais econômico em transmissões com cargas e velocidades mais baixas. No caso de utilização deste tipo de corrente, recomenda-se que a rotação da engrenagem menor seja mantida entre um mínimo de 200 RPM e um máximo de 500 RPM. Também são utilizadas para transportadores leves através da adaptação de adicionais de transportes. 

Corrente de transmissão de aço inoxidável - Apesar de não estar relacionada neste catálogo, este tipo de corrente é por nós fabricada segundo a norma A.N.S.I. e na norma I.S.O. R/606-1967, utilizando-se aço inoxidável em todos os seus componentes. Utiliza-se este tipo de corrente em condições especiais, como trabalho em elementos corrosivos ou em ambientes com variações de temperatura elevadas.

Adicionais ou aditamentos para transporte – São fabricados e adicionados as correntes de transmissão diversos acessórios para transporte, podendo estes ser prolongamentos do pinos, rolos extras ou extensões da própria placa lateral da corrente, também conhecida como corrente com aba, com o intuito de utilizar estas correntes para transporte, para a fixação de acessórios mais complexos ou até mesmo para a formação de esteiras.

Corrente de transmissão para empilhadeiras - Conhecidas como corrente de peso, também são baseadas nas correntes Americanas ASA (ANSI) são correntes formadas apenas por pinos e placas, sendo separadas em duas séries, a série leve (AL) quando mantem o diâmetro dos pinos e a espessura das placas iguais as correntes ASA com o mesmo passo, e a séries pesada (BL) quando tem estas medidas reforçadas. Em alguns casos também podem apresentar a alturas das placas alterada dependendo do ferramental disponível.

Corrente de transmissão tipo Gall – Formadas normalmente apenas por pinos e placas, são geralmente usadas como acionamento de comportas e banca de trefilação mecânica de metais. Sua principal característica é a alta resistência a tração e também podem ser utilizadas em outras aplicações com estas necessidades.

Corrente de transmissão silenciosa – Desenvolvidas exclusivamente para transmissão de potência esta série oferece vantagens como diminuição do ruído e da vibração, aumento da precisão e um alongamento dos passos mais uniforme, contudo por ter sua construção mais delicada e precisa só é recomendada onde os fatores informados são imprescindíveis.